Inscrições para o Exame de Seleção da Escolas de Aplicação da UPE terminam dia 14 de julho

A Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos (CPCA) da Universidade de Pernambuco (UPE) informa: terminam na quarta-feira (14) as inscrições para o processo de seleção 2022 para as Escolas de Aplicação do Recife, Nazaré da Mata, Garanhuns e Petrolina.

Podem se candidatar novos alunos para o 6º ano do Ensino Fundamental e para o 1º ano do Ensino Médio.

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, através do site http://processodeingresso.upe.pe.gov.br. A taxa custa R$ 100.

As provas serão realizadas no dia 14 de novembro, pela manhã, nas cidades das escolas para qual o estudante realizará a sua inscrição.

O edital do processo seletivo foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 5 de junho e está disponível no site do Processo de Ingresso.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (81) 3183-3769 /3183-3791 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Campus Petrolina da UPE cria selo de qualidade para setor de alimentação

Responsável pelo laboratório de ensino, pesquisa e extensão em tecnologia de alimentos e alimentação coletiva do Campus Petrolina da Universidade de Pernambuco, a professora Claudileide Sá coordena um trabalho de extensão, em conjunto com alunos do curso de Nutrição, para capacitar serviços de alimentação da cidade do Sertão do São Francisco em boas práticas de manipulação.

O projeto visa qualificar restaurantes, padarias, lanchonetes, açaiterias, tapiocarias, petiscarias e outros empreendimentos do setor. A ação também ocorre na cidade baiana de Juazeiro pelo fato de ser residência de alunos da universidade.

Intitulado "Quali UPE", o trabalho de extensão consiste na avaliação das condições higiênico-sanitárias de estabelecimentos visitados pela equipe de alunos da universidade.

São realizadas pelo menos duas visitas para análise das condições higiênico-sanitárias do local, dos alimentos e das superfícies.

Após a primeira visita, o estabelecimento recebe um plano de ação para adequação das não conformidades constatadas e o laudo microbiológico dos alimentos e das superfícies analisadas.

Na segunda visita o local é reavaliado e se apresentar condições de figurar no Grupo I - quando mais de 75% dos itens estiverem adequados - recebe um selo de qualidade que pode ser afixado em local visível. 

Os estabelecimentos que podem receber o selo Quali UPE são aqueles que atendem ao citado requisito e que sejam classificados como serviço de alimentação pela Resolução nº 216/2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O Quali UPE foi aprovado com fomento pelo Edital PFA Extensão - 01/2020 e aguarda o resultado final do Edital Extensão 01/2021 – PFA.

Neste ano, o objetivo é ampliar o número de empreendimentos comerciais com o selo, que serve como ferramenta na prevenção de surtos alimentares e ajuda os empresários na fidelização de sua clientela, fortalecendo a economia local.

A consultoria gratuita pode ser solicitada através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A execução deste projeto possibilitou o incentivo ao desenvolvimento do aplicativo Safefood, que foi tema de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) e de um artigo publicado na revista Qualis Capes B2 (Qualis único).

O aplicativo SafeFood também orienta a higienização correta de alimentos e embalagens, ajudando a prevenir contra contaminação superficial por Covid-19.

Também foi publicado um relato de caso por equipe de alunos e, recentemente, foram aceitos pelo menos mais quatro artigos de relato de caso em revista Qualis Capes A3 (Qualis único).

Todo o material de divulgação do Quali UPE foi elaborado pelos estudantes de Nutrição da Campus Petrolina, cujo conteúdo é abordado nas disciplinas de Higiene e microbiologia dos alimentos, Administração dos serviços de alimentação 1 e 2, ministradas pela professora Claudileide Sá.

O grupo também gerencia um canal no YouTube para que a população em geral - e não somente os manipuladores de alimentos - possa se capacitar em boas práticas de manipulação de alimentos. (

)

Abertas as inscrições para o Prevupe 2021: são 10,2 mil vagas para 43 municípios

O Pré-vestibular da Universidade de Pernambuco (Prevupe) abre inscrições, nesta segunda-feira (12), para estudantes do 3º ano e/ou egressos do Ensino Médio da rede pública estadual (EJA Médio, Travessia Médio e Normal Médio) que pretendam se preparar, de forma gratuita, para ingressar em instituições de ensino superior. Os interessados devem acessar o portal www.upenet.com.br.
 
Ao todo, são 10.200 vagas disponíveis em 43 municípios do estado, sendo 1,2 mil somente no Recife. As aulas terão seu início no dia 24/07/2021 no canal de YouTube da Universidade de Pernambuco (UPE nas Redes) e plataforma virtual de aprendizagem.
 
O candidato deverá preencher completamente o formulário de inscrição e questionário socioeconômico. Ao final, deverá anexar os documentos solicitados. O prazo para inscrição termina no dia 15 de julho.
 
As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição. Os candidatos serão classificados por ordem decrescente até o limite do número de vagas estabelecidas para cada polo.
 
Por causa dos impactos da pandemia de Covid-19, a prioridade do curso preparatório oferecido pela UPE será dos estudantes concluintes do ensino médio de 2021 e estudantes egressos do ano letivo de 2020.
 
A matrícula dos candidatos classificados será realizada no período de 22/07/2021 a 23/07/2021 de forma exclusivamente remota. Para efetivação da vaga, o candidato classificado no processo seletivo deverá acessar o site www.upenet.com.br.
 
A carga horária total do Prevupe é de 288h. As aulas serão ofertadas aos sábados em horário integral, aos domingos pela manhã e, quando houver necessidade, no domingo à tarde. Haverá ainda atividades assíncronas durante a semana.
 
O Prevupe 2021 será composto 50% de atividades remotas (com ações pedagógicas realizadas virtualmente com aulas síncronas e assíncronas) e 50% de atividades híbridas (com aulas presenciais e virtuais com a contextualização do conteúdo, avaliação diagnóstica, atividades motivacionais em atividades pedagógicas diversas).
 
Em caso de flexibilização das normas sanitárias pelas autoridades de saúde, as aulas da fase híbrida poderão acontecer totalmente presenciais, bem como no caso de rigidez das normas vigentes, tais como a suspensão de aulas presenciais, esta fase poderá funcionar totalmente remota.
 
As vagas geradas pelo não comparecimento à matrícula de candidatos classificados ou pelo não atendimento às exigências do edital serão preenchidas pelos candidatos obedecendo rigorosamente a ordem de classificação.
 
A primeira listagem de remanejados será divulgada no dia 11/08/2021 e a segunda listagem será disponibilizada no dia 25/08/2021, a partir das 14h, no site www.upenet.com.br.
 
Os locais de funcionamento do Prevupe por município, com endereço e telefone, constam no edital, assim como todo o cronograma do processo seletivo.
 
O Prevupe é uma realização conjunta da UPE (através da sua Pró-reitoria de Extensão e Cultura - PROEC), do Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (IAUPE) e da Secretaria de Educação e Esporte de Pernambuco (SEE-PE). A ação de extensão é promovida desde 1999, com a ampliação contínua de polos em novos municípios.
 

Carmen Monteiro Freitas e Vera Samico recebem títulos de Doutora Honoris Causa da UPE

Em solenidade marcada pela emoção, as professoras Carmen Monteiro Freitas e Vera Lúcia Samico tornaram-se oficialmente Doutoras Honoris Causa da Universidade de Pernambuco (UPE).
 
O título é um reconhecimento público da instituição pelo trabalho das duas profissionais que ajudaram a tornar a Escola Superior de Educação Física (ESEF) uma referência nacional na sua área.
 
A cerimônia foi realizada na tarde desta segunda-feira (12), na sala do conselho da reitoria, com transmissão pelo canal UPE nas Redes no YouTube. Apenas as duas homenageadas, familiares, pró-reitores e integrantes da mesa participaram do evento presencial, cumprindo as normas sanitárias em vigor por causa da pandemia de Covid-19.
 
Cumprindo o cerimonial, Carmen Monteiro e Vera Lúcia Samico foram conduzidas ao recinto pela vice-diretora da ESEF, Carla Chagas. O discurso panegírico (louvor solene) para Vera, que é a atual pró-reitora de Administração e Finanças da UPE, foi feito por Agostinho Rosas, professor da ESEF e da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (FENSG).
 
"Vera Samico tem competência no trato com as pessoas. Ela está na reitoria exercendo uma função dinâmica e responsável. O título é mais do que justo, brinda uma carreira exemplar", disse Agostinho.
 
A própria Vera fez o panegírico de Carmen Monteiro. "Nossas histórias se entrelaçam. Vera é uma pessoa que teve um papel fundamental na construção dessa universidade. É um baluarte da nossa profissão em Pernambuco e referência na nossa área. Conquistou um lugar de respeito na academia e na sociedade pernambucana", disse.
 
O reitor Pedro Falcão e a vice-reitora Socorro Cavalcanti conduziram a solenidade. Os dois foram até às homenageadas para fazer a transladação das vestes. Carmen e Vera receberam samarras verdes, a cor dos profissionais da área de saúde. Também houve a entrega oficial dos diplomas.
 
Em seu pronunciamento, a vice-diretora da ESEF, Karla Chagas Toniolo, destacou o papel das novas Doutoras Honoris Causa da UPE na consolidação do ensino superior de Educação Física.
 
"Quero externar a alegria e hora por estar presente ao reconhecimento dos feitos de duas grandes mulheres. O título traduz o trabalho de luta não só pela educação física, mas por uma universidade pública. A ESEF agradece às duas pela caridade de compartilhar seu conhecimento e suas vidas", afirmou.
 
"Toda a minha vida profissional eu doei para esta universidade", disse Carmen no seu discurso congratulatório. "Eu quero agradece a quem me indicou. A UPE foi a minha casa durantes 30 anos. Minha maior alegria foi transformar a fundação em universidade", destacou.
 
Vestindo a toga que pertenceu ao avô Armando Hermes Ribeiro Samico, que foi reitor da Fundação de Ensino Superior de Pernambuco (FESP) entre 1983 e 1987, Vera Samico disse se considerar "quase um patrimônio tombado da UPE". "A ESEF é minha escola e minha vida. Tenho orgulho das opções que fiz da minha vida. Quero agradecer à UPE por esta distinção conferida".
 
O reitor Pedro Falcão ressaltou que a cerimônia faz parte das comemorações pelos 30 anos de fundação da UPE. "Carmen e Vera iniciaram como estudantes desta instituição quando ainda era a FESP. O título é um reconhecimento justo para quem dedicou toda a sua vida profissional a esta instituição".
 
Os títulos de Doutora Honoris Causa são concedidos somente após a chancela do Conselho Universitário (CONSUN) da UPE. O de Vera Samico foi aprovado no dia 28 de setembro de 2019. O de Carmen é mais recente, de 28 de maio deste ano.
 
Carmen Monteiro Freitas participou ativamente da consolidação dos cursos de Educação Física na então Fundação de Ensino Superior de Pernambuco (FESP), onde começou como docente da ESEF em 1970, e na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde foi a primeira coordenadora, em 1972.
 
Ela também foi diretora da ESEF e pró-reitora da FESP. No processo de transição da fundação para a criação definitiva da UPE, em 1991, assumiu cargo de reitora temporária e teve papel ativo na redação do regimento e do estatuto da nova universidade. Exerceu ainda o cargo de pró-reitora de Graduação da UPE e outras funções técnicas até a sua aposentadoria, em dezembro de 1994.
 
Vera Samico é a atual pró-reitora de Administração e Finanças da UPE. Ela iniciou sua carreira na universidade como docente da Escola Superior de Educação Física, em 1986, ainda no período da FESP. Como diretora da ESEF, cargo exercido entre 2010 e 2018, implementou o primeiro Programa de Doutorado em Educação Física do Norte/Nordeste.
Como diretora financeira do Conselho Regional de Educação Física (CREF-PE) Vera Samico contribuiu na estruturação de cursos de graduação em Educação Física em outras instituições de ensino superior em Pernambuco. Na sua trajetória, defendeu a realização de concursos públicos docentes e a gratuidade do ensino.

UPE vai realizar entrega de títulos de Doutora Honoris Causa a Carmen Monteiro Freitas e Vera Lúcia Samico

 

A Universidade de Pernambuco realiza a entrega, na segunda-feira (12), dos títulos de Doutora Honoris Causa a Carmen Monteiro Freitas e Vera Lúcia Samico Rocha. A cerimônia será realizada às 14h, na sala do conselho da reitoria, com transmissão ao vivo pelo canal UPE nas Redes no YouTube.
 
Aprovada pelo Conselho Universitário (CONSUN), a honraria é um reconhecimento ao trabalho das duas professoras vinculadas à Escola Superior de Educação Física (ESEF), responsáveis pelo prestígio nacional conquistado pela UPE nesta área.
 
Carmen Monteiro Freitas participou ativamente da consolidação dos cursos de Educação Física na então Fundação de Ensino Superior de Pernambuco (FESP), onde começou como docente da ESEF em 1970, e na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde foi a primeira coordenadora, em 1972.
 
Ela também foi diretora da ESEF e pró-reitora da FESP. No processo de transição da fundação para a criação definitiva da UPE, em 1991, assumiu cargo de reitora temporária e teve papel ativo na redação do regimento e do estatuto da nova universidade. Exerceu ainda o cargo de pró-reitora de Graduação da UPE e outras funções técnicas até a sua aposentadoria, em dezembro de 1994.
 
Vera Samico é a atual pró-reitora de Administração e Finanças da UPE. Ela iniciou sua carreira na universidade como docente da Escola Superior de Educação Física, em 1986, ainda no período da FESP. Como diretora da ESEF, cargo exercido entre 2010 e 2018, implementou o primeiro Programa de Doutorado em Educação Física do Norte/Nordeste.
Como diretora financeira do Conselho Regional de Educação Física (CREF-PE) Vera Samico contribuiu na estruturação de cursos de graduação em Educação Física em outras instituições de ensino superior em Pernambuco. Na sua trajetória, defendeu a realização de concursos públicos docentes e a gratuidade do ensino.
 
O evento integra as comemorações dos 30 anos de fundação da instituição pública estadual de ensino superior. As duas homenageadas fazem parte de uma seleta lista de 13 personalidades agraciadas com o título de Doutor(a) Honoris Causa em todo este período. Outras entregas ocorrerão até junho de 2022.